Skip to content

Kowloon : A maior favela vertical do mundo

2009 October 15
Posted by Eduardo

Revista Vivercidades

Trata-se da cidade murada de Kowloon, localizada na periferia de Hong Kong, bem junto ao limite, mas fora das fronteiras da antiga colônia britânica, em território sob soberania chinesa. Originalmente um antigo posto de observação militar (1668), utilizado para proteger a região do ataque de piratas, Kowloon foi ocupada pelos japoneses durante a II Guerra Mundial e, logo em seguida, invadida por posseiros, após a rendição nipônica. Nesta altura, nem o Reino Unido nem a China quiseram assumir a responsabilidade pela administração do local, o que transformou o grotão numa ‘cidade sem lei’.

Kowloon, em 1915. Crédito: en.wikipedia.org
Kowloon, em 1915.
Crédito: en.wikipedia.org
Kowloon, em 1973. Crédito: sftrajan in www.flickr.com
Kowloon, em 1973.
Crédito: sftrajan in www.flickr.com
Kowloon, após 1973 e já próxima do fim. Crédito: www.doobybrain.com
Kowloon, após 1973 e já próxima do fim.
Crédito: www.doobybrain.com
The Kowloon Walled City Park, que ocupa hoje a antiga área degradada. Crédito: Alberto Taveira: intervenção sobre imagens de Michael Hansen
The Kowloon Walled City Park, que ocupa hoje a antiga área degradada.
Crédito: Alberto Taveira: intervenção sobre imagens de Michael Hansen’s Hikes & sftrajan in www.flickr.com

Desde então (1945), e por décadas, sua população cresceu sem controle, com os moradores construindo uma babel de cômodos, ‘puxadinhos’, vielas e corredores labirínticos – inclusive nos níveis acima da rua –, pouco a pouco transpassados por gambiarras e tubulações e atulhados por toneladas de lixo e detritos. As edificações cresceram de tal maneira para cima que os raios solares não mais alcançavam os andares baixos, obrigado todo o emaranhado a ser iluminado artificialmente, com lâmpadas fluorescentes. No covil, funcionavam prostíbulos, cassinos de jogatina clandestina, bocas-de-fumo – ou de ópio –, cocainódromos [cocaine parlors], biroscas servindo carne de cachorro, fabriquetas piratas e outras espeluncas, todo isto sob o olhar complacente das autoridades.

Kowloon skyline. Crédito: www.doobybrain.com
Kowloon skyline.
Crédito: www.doobybrain.com
‘Organicidade’ é isso ai !
Crédito: www.doobybrain.com
Janelas ensolaradas: o setor nobre de Kowloon. Crédito: artkhammarita.wordpress.com
Janelas ensolaradas: o setor nobre de Kowloon.
Crédito: artkhammarita.wordpress.com
Unidade na diversidade.  Crédito: www.doobybrain.com
Unidade na diversidade.
Crédito: www.doobybrain.com
PVF: Prisma de Ventilação Fétida. Crédito: karinochow.blogspot.com
PVF: Prisma de Ventilação Fétida.
Crédito: karinochow.blogspot.com

Afinal, em 1993, após um acordo político, a população residente foi removida, o antro posto abaixo, e toda a área transformado num parque, por decisão conjunta dos governos chinês e britânico, que enfim enxergaram as condições insalubres e anárquicas do mafuá fora de controle.

Kowloon: inacessibilidade e lixo. Crédito: karinochow.blogspot.com
Kowloon: inacessibilidade e lixo.
Crédito: karinochow.blogspot.com
O édem das gambiarras. Crédito: www.archidose.org
O édem das gambiarras.
Crédito: www.archidose.org
Fiação precária e lixo. Crédito: karinochow.blogspot.com
Fiação precária e lixo.
Crédito: karinochow.blogspot.com
Para os mais altos, perigo eminente. Crédito: gttexas in www.flickr.com
Para os mais altos, perigo eminente.
Crédito: gttexas in www.flickr.com
O paraíso do eletro-choque: gambiarras elétricas e hidráulicas. Crédito: karinochow.blogspot.com
O paraíso do eletro-choque: gambiarras elétricas e hidráulicas.
Crédito: karinochow.blogspot.com

Em tempo: qualquer semelhança com o Brasil é mera coincidência.

*

MAIS SOBRE KOWLOON

· População: 50.000 habitantes (estimativa).

· Área: 0,026 km² ou 26.000 m² ou 2,6 hA.

· Densidade: 1.923.076 hab./km² ou 1,92 hab./m² ou 19.230 hab./hA, o que corresponde a 53 vezes a densidade bruta de Copacabana, incluídas as áreas de morro.

· Informações complementares, bibliografia, desenhos, mapas, fotos e vídeos em:

http://www.archidose.org/KWC

http://weburbanist.com/2008/07/06/20-abandoned-cities-and-towns

http://www.doobybrain.com/2008/05/01/my-father-lived-in-kowloon-walled-city

http://www.doobybrain.com/2007/08/22/kowloon-walled-city-city-of-darkness

http://www.doobybrain.com/2008/04/24/videos-from-within-kowloon-walled-city

http://www.doobybrain.com/2008/08/28/cross-section-of-kowloon-walled-city-buildings

Mesmo na degradada Kowloon, era possível sonhar com um negócio (consultório dentário)... Crédito: karinochow.blogspot.com
Mesmo na degradada Kowloon, era possível sonhar com um negócio (consultório dentário)…
Crédito: karinochow.blogspot.com
...com um certo asseio... Crédito: karinochow.blogspot.com
…com um certo asseio…
Crédito: karinochow.blogspot.com
...com o futuro... Crédito: karinochow.blogspot.com
…com o futuro…
Crédito: karinochow.blogspot.com
...e com a paz de espírito ! Crédito: karinochow.blogspot.com
…e com a paz de espírito !

No comments yet

Leave a Reply